Aceito os termos e condições.

Email Marketing by E-goi

DÍVIDAS AO FISCO | AT vai avançar com pagamentos automáticos em prestações

Escrito por Pedro Andersson

26.01.21

}

[wtr-time]

Fisco avança com planos prestacionais para dívidas de IRS e IRC em cobrança executiva

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) vai disponibilizar de forma automática planos de pagamento a prestações para dívidas de IRS e IRC até 5.000 e 10.000 euros, respetivamente, que se encontrem já em fase de cobrança coerciva.

Esta medida consta de um despacho do secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, hoje publicado, alargando às dívidas em cobrança coerciva a elaboração oficiosa de planos prestacionais sem necessidade de garantia, uma solução já usada pela AT para as dívidas que ainda se encontram em fase de cobrança voluntária.

Assim, no que diz respeito às dívidas em execução fiscal de valor inferior a 5.000 euros para pessoas singulares ou de 10.000 euros para pessoas coletivas, o despacho de António Mendonça Mendes determina que a AT disponibilize oficiosamente aos contribuintes “a faculdade de pagamento em prestações, independentemente da apresentação do pedido”.

“O plano prestacional é criado pela AT para os contribuintes que preencham os requisitos previstos na alínea anterior e não disponham já de plano de pagamento em prestações, equivalendo ao pedido de pagamento em prestações, o pagamento da primeira prestação”, precisa o despacho.

A disponibilização oficiosa desta possibilidade de pagamento a prestações deve ser feita quando estejam em causa dívidas que se vençam até à data de entrada em vigor de um diploma que está a ser preparado pelo Governo e que visa a emissão automática de planos de pagamento em prestações, antes e depois da instauração do processo de execução fiscal.

As notificações aos contribuintes que se encaixam neste perfil de dívida serão feitas durante o mês de fevereiro, sendo que a primeira prestação apenas começará a ser paga após 31 de março de 2021, já que até esta data estão suspensos os processos de execução fiscal — os já existentes ou que venham a ser instaurados.

O documento para pagamento de cada prestação (referência de pagamento) é obtido no Portal das Finanças, sendo que a falta de pagamento de qualquer das prestações dita o fim do plano e implica o vencimento imediato das prestações seguintes.

Quem tem direito a facilidades de pagamento

O despacho agora publicado prevê também a manutenção da elaboração oficiosa dos planos prestacionais para a fase da cobrança voluntária e a notificação dos contribuintes em causa, continuando com uma solução colocada no terreno no ano passado e que abrangeu nomeadamente as pessoas com IRS a devolver ao Estado, na sequência da entrega anual da declaração do imposto.

Para ser abrangido, além de a dívida estar ainda na fase em que pode ser paga de forma voluntária, é também necessário que o contribuinte em causa não tenha dívidas de outros impostos.Este apoio às famílias e empresas na regularização da sua situação fiscal visa reforçar as suas condições de acesso a um conjunto de apoios públicos, nomeadamente no âmbito da covid-19, uma vez que uma das exigências para se ser abrangido pelas medidas disponíveis é a não existência de dívidas fiscais ou contributivas.



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” – Dezenas de dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2021. Estes 3 livros vão ajudá-lo a vencer qualquer crise financeira na sua vida. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Para si | Artigos Recentes 

Viu o Contas-poupança… vai poupar 47 mil euros no crédito à habitação

Pensava que estava bem, mas conseguiu ainda melhor Acabo de receber esta mensagem de um espectador/leitor do blogue. Estas mensagens deixam-me extremamente feliz, porque significam que o nosso trabalho tem impacto real na vida das pessoas. Não é apenas teoria. Pedi...

PRAZO PROLONGADO | Comunicação do agregado familiar pelo Portal das Finanças pode ser feita até dia 19

Atualização do agregado familiar - Prazo prolongado até sexta-feira Os contribuintes que não conseguiram comunicar o agregado familiar até ontem vão poder fazê-lo até ao próximo dia 19 (sexta-feira), disse à agência Lusa fonte oficial do Ministério das Finanças. O...

Verifique neste simulador se você ou um familiar seu está na lista da fase 1 para vacinação

Simulador de vacinação com dificuldades em utentes sem cartão de cidadão O simulador 'online' para o processo de consulta das listas de vacinação contra a covid-19 já está a funcionar desde ontem (domingo), mas denota "algumas dificuldades" no tratamento dos dados de...

IRS | Prazo para comunicar contratos de arrendamento com redução do IRS termina hoje

Prazo para comunicar contratos de arrendamento com redução do IRS termina hoje Esta informação é especificamente para quem é senhorio. Quem não é não precisa ler. É informação muito específica. O prazo para os senhorios comunicarem os contratos de arrendamento de...

PODCAST | #42 – Cuidados a ter quando contratar um crédito à habitação

Dicas para fazer um bom crédito à habitação (para si, não para o banco) Apesar da crise, as casas continuam a vender-se e a comprar-se e os preços não baixaram. Isso quer dizer que os preços continuam altos, por isso as pessoas que compram casa continuam a...

Painel solar fotovoltaico – Balanço de Janeiro de 2021 (mês #50)

Balanço do mês de janeiro de 2021 Como sempre, anualmente janeiro é o mês da recuperação. Os dias começam a ficar maiores, logo a  produção do painel começa a aumentar também. Agora é sempre a subir até agosto e depois volta a descer até dezembro. O meu painel...

Paineis solares GALP vs EDP vs outros – Quais são mais baratos?

Quanto custam os paineis solares para produzir eletricidade? Quem acompanha este blogue sabe que mensalmente faço o balanço da produção do meu painel solar fotovoltaico (que produz eletricidade) e que me faz poupar na fatura da eletricidade. Só tenho um painel, mas...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (15 a 21 de Fevereiro)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

Os meus fundos de investimento – Balanço da semana #31 (11 de fevereiro)

Fundos de investimento - Balanço semanal Confesso que começo a sentir-me um bocadinho constrangido por vos dizer isto mais uma vez. Continuo a ganhar dinheiro com as minhas poupanças Covid (e com as outras). Esta é outra vez a melhor semana de sempre, ou seja,...

Atenção aos prazos do IRS e às faturas pendentes para aumentar o reembolso do IRS

Aumente o seu reembolso do IRS Falta pouco mais de um mês para a entrega do IRS. Mas há coisas que deve fazer já para garantir que recebe o máximo possível de reembolso. Na reportagem desta semana do Contas-poupança, explicámos-lhe que cuidados deve ter nas próximas...

Publicidade

Artigos relacionados

1 Comentário

  1. Rui Trigo

    Boa tarde, Pedro. Gosto muito do seu trabalho e tenho duas questões que lhe pedia para me esclarecer sobre o IRS 2020.

    A primeira é sobre os livros não escolares adquiridos. Um livro de não ficção, como o seu, ou um livro técnico para utilizarmos no nosso trabalho ou numa formação profissional. Se não estivermos matriculados numa instituição de ensino, estes livros não podem ser integrados na secção de despesas de educação do e-fatura?

    A segunda é sobre dividendos obtidos no estrangeiro que não foram transferidos para a nossa conta em Portugal e continuam no estrangeiro, como acontece nas corretoras da bolsa. Estes números têm de ser registados na secção de rendimentos obtidos do IRS?

    Agradeço a atenção e aguardo resposta.
    Cumprimentos

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *